A Infografia é Jornalismo?

Temos consciência que são diversos os contextos (publicitários, científicos, econômicos, etc.) em que encontramos a presença de informação visual. Podemos afirmar que a infografia é uma representação diagramática de dados, Valero Sancho (2008, p.21) define-a de uma forma mais complexa e com uma finalidade bem definida. Ou seja, para este autor a infografia consiste numa unidade informativa de elementos icónicos e tipográficos, que permite ou facilita a compreensão dos acontecimentos, ações ou aspetos mais significativos da atualidade, que acompanha ou substitui o texto informativo. Contrastando com as definições apresentadas, a definição conceptual de De Pablo( in CAIRO, 2008) defende a infografia como a apresentação impressa de um binómio: texto + imagem. Compreendemos que esta definição se enquadre com o aparecimento das imagens gráficas, mas consideramo-la mesmo assim, uma definição bastante redutora e um pouco ingénua na contextualização histórica em questão. Isto porque aceitamos que o produto infográfico tem na sua base a imagem e o texto, mas que estes não são os únicos intervenientes no processo de informação visual, como apresentaremos mais à frente, na abordagem dos diferentes níveis de linguagem (a impressa e a digital).

Então, quais serão as características que fazem da infografia uma parte essencial do jornalismo?  Partilhamos da opinião de Valero Sancho (2011, p.21), que o infográfico deve dar significado à informação atual, plena e independente, permitindo por si só a compreensão do acontecimento, através da tipografia e de elementos concordância. Encontramos nas caracterizações de Peltzer (1992) e Valero Sancho (2011, p.21) um carácter uniforme ao afirmar que a infografia agrega de fato todas as características, o que a torna uma parte fundamental do panorama do jornalismo atual.

Até ao momento verificamos que a infografia, através das suas características ganhou espaço e relevância como uma unidade discursiva jornalística, levando-nos a crer que esta é um género jornalístico importante e enriquecedor para o mundo online. Após uma década de existência como produto jornalístico no meio online, a infografia digital tem sido potencializa à custa da informatização das redações e da convergência do mundo editorial com o mundo audiovisual. Face à conjuntura atual da convergência de redações é previsível que nos próximos anos se assista a uma revolução na área da infografia digital. O que diferencia a infografia no contexto da linguagem jornalística online, reside no fato de seus dados se apresentarem de forma visual e estética aliada aos recursos multimídia e interativos, pela sua função informativa. Neste sentido, acreditamos que a infografia digital sobrevive enquanto genero ciberjornalístico, pois além de apropriar das características estruturais da infografia jornalística impressa.Ela agrega em si as potencialidades do meio digital (multimidialidade, interatividade, entre outras) permitindo que o utilizador desdobre o conteúdo informativo de uma forma personalizada e autónoma. Fato determinado através de uma das características mais relevantes da infografia digital: a interatividade.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s