A INFOGRAFIA DE CUNHO JORNALÍSTICO

A infografia no jornalismo está baseada na veracidade e na prevenção de não induzir o leitor ao erro de interpretação.  Ela não deve ser utilizada para preencher espaços e fazer decorações. Acredita – se que a utilização frequente de infográficos no jornalismo aconteceu no início da primeira Guerra do Golfo Pérsico em 1991, tornando assim um marco para a expansão da infografia na imprensa mundial. A demanda do recurso para explicar guerras, acidentes, atentados e demais informações foi aumentada. A respeito de revistas, a Superinteressante da Editora Abril em 1990, completou reportagens com fotos, juntando arte e informação. O resultado foi premiado nacional e internacionalmente e serviu de modelo para outros impressos.

Image

 

 Infográfico que obteve medalha na premiação mundial de infografia

 Fonte: Revista Superinteressante

 

Na internet, os atentados terroristas aos Estados Unidos, em 11 de setembro de 2001, trouxeram a ambição pelos infográficos multimídia, os quais são compostos  por recursos de som, imagem e movimentos.

Os infográficos multimídia também chamados de videográficos  são aqueles utilizados na TV. Os videográficos foram bastante utilizados pelos editores gráficos no caso Isabella para esclarecimentos do crime.

 

Image

    Videográfico do caso Isabella. Jornal da Band.

 

A infografia no jornalismo pode ser:

Narrativa: Tem a intenção de explicar uma experiência utilizando a narrativa. Ex: estudos de caso, fatos mostrados através de um ponto de vista

Instrutiva:  Intenciona – se esclarecer algo, e possibilita ao leitor acompanhar a informação de forma sequencial. Exemplo: Passo a passo sobre como eventos ocorrem.

Exploratória: Foi elaborado com a intenção de permitir ao leitor explorar e descobrir invenções. Exemplo: Aqueles que permitem que o leitor explore o conteúdo por si mesmo.

Simulatória: O infográfico tem o objetivo de permitir uma experiência virtual de algo do mundo real. Exemplo: a simulação de um acontecimento real.

Por fim, é importante destacar que o infográfico não substitui a apuração da notícia, mas complementa a mesma.

Fonte:

http://www.cchla.ufpb.br/ppgc/smartgc/uploads/arquivos/8c9993063620101112101044.pdf

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s