‘’SO SELFIE, SOUL CITY, SOU DA MODA’’

selfie_selfiecity2 - 478x270

CONHEÇA O PROJETO SELFIECITY, QUE ESTUDA OS AUTO-RETRATOS PELO MUNDO COMO FORMA DE COMPREENSÃO DE UM NOVO COMPORTAMENTO

Sabe quando se  tira uma foto de frente o espelho? Ou no elevador?  Ou na academia? Então… São Sefies.

VAMOS ATÉ ONDE O BRAÇO ALCANÇA?

Selfie, a palavra que em 2013 tornou-se da moda. E que em 2014,  ”selfie hollywoodiano de Elen DeGeneres”, foi o tweet mais retuitado do mundo, devido à foto tirada durante a 86° cerimônia do Oscar. Dentre este e diversos outros fatores que carregam o nome, o termo transforma-se inquestionavelmente numa grandiosa marca cultural que possui efeitos no que se refere à fotografia, a forma de exposição e interação do homem com a nuvem. De fato, como todo o uso da tecnologia, o público jovem é a maioria, contudo nada que os mais velhos não curtam e compartilhem.

Selfie, por seus meios é mais que apenas uma boa pose e sorriso, é a representação de um novo comportamento majoritário. Seria o que buscam e almejam alcançar? Muito cedo para respostas, porém no tempo certo para surgir algo que estude isso a fundo, um estudo de dados, um novo jornalismo de dados. SelfieCity.

Oscar-2014-selfie

 SELFIES DE ELEN DEGENERES JUNTO A PARTICIPANTES DO OSCAR 2014

selfie169-408x264

SELFIECITY 

Criado pelo especialista em arte e cultura digital, Lev Manovich e um grande time, o projeto investiga os estilos de auto-retratos (selfies) em Bangkok, Berlim, Moscou, Nova York e São Paulo, usando metodologias quantitativas, teóricas e artísticas. ‘’Apresentamos nossos resultados sobre a demografia de pessoas que tornam selfies, suas poses e expressões’’. A coleta de mais de 3 mil imagens selfies abordam questões como: Ferramenta de auto-promoção? É um meio de auto-expressão? É um grito para chamar atenção?

Para issos, SelfieCity definiu parâmetros durante a análise de fotos, referentes a idade, posição da foto, gênero, se está de boca ou olhos fechados ou abertos, inclinação da cabeça, com óculos, expressando calma, raiva ou felicidade.

RESULTADOS:

– De 300 mil imagens selecionadas inicialmente, apenas 3 a 5% são consideradas selfies.

– Mulheres tiram mais selfies do que os homens.

– Mulheres variam mais na posição corporal, com ênfase em poses sensuais. O homem geralmente inclinar a cabeça em média 8,2º, enquanto as mulheres, 12,8º (em São Paulo chegando à 16,9º).

– A média de idade de quem faz selfie é de 23,7 anos.

– Em São Paulo e Bangkok, as pessoas sorriem mais felizes e menos em Moscou.

SELFIES DE CADA CIDADE E A FORMA COMO OS DADOS FORAM COLETADOS: (FONTE: SELFIECITY)

  • O interativo selfiexploratory permite navegar todo o conjunto de 3.200 fotos.
  • Finalmente, teóricos ensaios que discutem selfies na história da fotografia, as funções de imagens em mídias sociais e métodos e conjunto de dados.selfiexploratory

POSES

SE TRATANDO DE SELFIES… HÁ ESTILOS DIFERENTES EM CADA CIDADE

Bangue

BANGKOK

Berlim

BERLIM

Moscou

MOSCOU

NY

NOVA YORQUE

São-paulo

SÃO PAULO

— Mais informações:

– http://selfiecity.net/

http://maisdetrinta.com.br/

http://gitsufba.net/

POR,

André Cardoso Nascimento – (LANDRE). Estudante do curso de jornalismo da Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

Twitter: @CardosoLandre:

WordPress: Cardoso Landre

http://cardosolandre.wordpress.com

Advertisements

One thought on “‘’SO SELFIE, SOUL CITY, SOU DA MODA’’

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s