O uso da tecnologia de banco de dados para a nova geração do jornalismo

janblog

Para Lev Manovich autor da obra “The language of new media” banco de dados “é um complexo de armazenagem de formas culturais, constituindo – se no centro de processo criativo ou na principal forma de expressão cultural da era dos computadores e podendo ser trabalhado a partir das possibilidades de criação de novos gêneros e narrativas”.

Particularmente, no que tange a produção de informação jornalística, os bancos de dados contribuem para a formação de uma maior diversidade de conteúdos, mais adequados às características do produto digital, sem esquecer, no entanto, das particularidades dos elementos que conferem o jornalismo.

A utilização de bancos de dados não é algo tão recente, na década de 70 nos estados Unidos e na Europa, já podíamos observar nas redações jornalísticas o armazenamento das informações de banco de dados usadas com o fim de terem uma maior qualidade e profundidade nas matérias produzidas. De lá para cá muita coisa mudou, e o jornalismo de dados está cada vez mais presentes em redações de todo o mundo. Falamos agora de uma nova geração do jornalismo digital que possivelmente irá substituir o jornal impresso.

Mesmo observando que muitos usuários já estão acostumados com o jornalismo impresso, a adoção de “bancos de dados inteligentes e dinâmicos” pode favorecer a inovação, permitindo a exploração de novos gêneros, a oferta de conteúdo será mais diversa, a disponibilização das informações será feita de uma maneira diferenciada, mais flexível e dinâmica, além da produção descentrelazida, é o que a firma Suzana Barbosa, autora do artigo “Banco de dados como metáfora para o jornalismo digital de terceira geração”.

O mais importante de destacarmos é: como o jornalismo irá se beneficiar tendo como base o uso do jornalismo de dados. Estes estão mudando o modo como as organizações de notícias veêm operando. O uso de banco de dados têm a importante função porque estrutura os dados que serão compartilhados e manipulados para produzirem um melhor conhecimento para o seu receptor

O fato é que estamos em uma nova geração do jornalismo, as redações jornalísticas precisam se adaptar a essa tão importante ferramenta. O que irá diferir o jornalismo digital das outras mídias é o uso de forma adequada da tecnologia dos bancos de dados.

 

http://www.bocc.ubi.pt/~boccmirror/pag/barbosa-suzana-banco-dados-metafora-para-jornalismo-digital-terceira-geracao.pdf

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s