Como a visualização de dados pode ser mais atraente

Vamos fazer um teste.

Na sua opinião, qual é a forma mais interessante de saber alguns dados gerais sobre posts do twitter?

1) Atualmente 40,55% do que as pessoas twittam é alguma baboseira do tipo “vou almoçar”. Uma grande parte de tweets também se encontra na categoria de opiniões e conversas (37,55%). Retweets vêm em terceiro lugar com uma porcentagem de 8,7% e logo em seguida estão os tweets corporativos (5,85%). Os últimos colocados são os Spam (3,75%) e as notícias (3,6%).

 

ou

2) twitter-producao-cultural

 

É provável que a maior parte de quem está lendo este post escolheu a segunda opção. A visualização de dados através de infográficos é utilizada para tornar sua visualização de dados mais interessante. Dados “chatos” são transformados em gráficos amigáveis e intuitivos.

Em uma entrevista para jornalistas da Rede Globo, a designer paulista Fernanda Viégas ( ex- pesquisadora do Media Lab do MIT) compartilhou alguns dos resultados de sua pesquisa atual sobre visualização de dados em parceria com a Google e deu algumas dicas sobre como tornar sua visualização de dados mais atraente. (Leia a entrevista na íntegra aqui)

Quando perguntada sobre como criar gráficos atrativos e de fácil entendimento a designer disse que as visualizações de dados hoje em dia vão desde simples gráficos de barras até sofisticados mapas interativos, mostrando o fluxo econômico e industrial de todo o planeta. Sendo assim, interatividade é um dos diferenciais que fazem com que os gráficos sejam mais atrativos para os usuários, além de possibilitar a inclusão de mais dados e dimensões a serem exploradas.

Já quando o assunto foi a influência histórica da visualização de dados, Fernanda respondeu que : ” Historicamente falando, a visualização de dados tem ajudado muito a ciência, a medicina e a sociedade em geral. Foi mapeando várias mortes de cólera nas ruas de Londres, por exemplo, que o médico John Snow descobriu, em 1854, a ligação entre água contaminada e a propagação da doença. Até então, acreditava-se que o cólera era transmitido pelo ar. Depois do mapa criado por John, a bomba de água contaminada foi desativada e a epidemia da cidade acabou.”

Uma comparação interessante foi feita durante a entrevista, quando Fernanda comentou que a visualização de dados é o fotojornalismo do Século 21. O argumento utilizado para comprovar essa comparação foi que assim como o fotojornalismo, a visualização de dados transmite fatos e conta histórias complexas através de imagens.

Pensando sobre o futuro da visualização de dados, a designer paulista afirmou que cada vez mais a visualização de dados deixa de ser uma ferramenta usada somente por experts e passa a ser um meio de comunicação para informações complexas. Hoje em dia, já é comum vermos gráficos na mídia, fomentando o debate público e influenciando a formação de opinião.

Alguns exemplos de projetos bem sucedidos que tem a participação de Fernanda na criação são: ManyEyes , WindMap , Google+ Ripples  , e o Youtube Trends Map .

 

youtubetrends

Youtube Trends Map

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s