As possibilidades das tecnologias e mídias sociais para o Jornalismo de Dados

por Thiago Lucas

Cada vez mais globalizada a tecnologia é grande aliada na produção de notícias. O uso de novas ferramentas, tais como a internet, propiciam um maior embasamento de dados e tornam a produção das matérias mais atrativas. Em novembro de 2013 em uma visita ao Brasil, o editor do The New York Times Aron Pilhoter tratou do assunto em um curso de especialização em Curitiba e na ocasião disse que:  “Os bons profissionais que perceberem isso serão os que terão os melhores empregos”.

Durante sua apresentação o editor falou da utilização de dados no jornal onde trabalha e do londrino The Guardian. Em ambos a utilização de pesquisas tornam-se gráficos para detalhar assuntos como política, por exemplo. Para o cruzamento de dados e aprofundamento de informações durante a criação de matérias, Pilhoter disse usar uma ferramenta de nosso cotidiano e quase não lembrada quando tratamos de jornalismo de dados e criação de textos em um modo geral: o Excel.

Na ocasião, o norte-americano também falou sobre as mídias sociais e aplicativos de notícia que permitem maior interação do jornalista com seu público, e que para a construção desta notícia o profissional precisa de ferramentas como dados e design: “Para construção de notícias interativas, você precisa de dados, design e um código. O desafio é fundir a narrativa tradicional com a interativa”.

As informações sobre esta palestra foram encontradas no site http://www.comunifoco.com.br.

No endereço eletrônico também constam informações sobre Aron Pilhofer. De acordo com o site, Aron é especialista em data driven journalism, uma área do jornalismo que é voltada para o uso de programação e criação de notícias multimídia e interativas. Desde 2005 trabalha nno aprimoramento da narrativa jornalística do The New York Times online. É um dos fundadores do projeto DocumentCloud, sendo esta ferramenta online que permite a análise de documentos. Também está entre os criadores do grupo Hacks and Hackers, que tenta aproximar jornalistas da tecnologia da informação.

Antes de fazer parte da equipe do TNYT, Pilhofer trabalhou como repórter para o Centro de Defesa da Integridade Pública, em Washington DC e para rede de jornais Gannett. É também parte da equipe nacional de treinamentos da Associação Americana de Repórteres e Editores Investigativos (IRE).

Fonte: http://comunifoco.com.br/2013/11/jornalismo-de-dados-novas-possibilidades-na-internet/

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s